Revista Caribeña de Ciencias Sociales https://ojs.southfloridapublishing.com/ojs/index.php/rccs <p>The <strong>Revista Caribeña de Ciencias Sociales</strong> emerged from the perception of some teachers about the lack of means of disseminating the topic of social sciences, from a multidisciplinary aspect, in scientific articles. It is a continuous flow publication whose objective is to disseminate knowledge in the area of social sciences through the publication of scientific articles that present original contributions, both empirical and theoretical.</p> <p>All articles published in this journal are indexed in international scientific databases such as: Latindex, IDEAS, EconPapers, Dialnet, Miar, CSIC Indices and Plataforma Sucupira.</p> <p>Daniel Molina Botache, is editor-in-chief of Revista Caribeña de Ciencias Sociales, which is registered under ISSN: <strong>2254-7630.</strong></p> <p>The Revista Caribeña de Ciencias Sociales was evaluated by Qualis-CAPES (2017-2020) as: <strong>B1</strong></p> <div class="description"> <p align="left"> </p> </div> South Florida Publishing en-US Revista Caribeña de Ciencias Sociales 2254-7630 Resíduo da adubação potássica pode influenciar na cultura do sorgo? https://ojs.southfloridapublishing.com/ojs/index.php/rccs/article/view/3798 <p>O sorgo é uma cultura que vem apresentando grande expansão no Brasil, principalmente a sucessão as culturas de verão, o aumento da sua produtividade está diretamente ligado aos avanços tecnológicos em relação a fertilização mineral, como a utilização de pó de rocha como fonte alternativa de potássio. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar as fonte e doses de potássio residual da cultura da soja nas características agronômicas na cultura do sorgo. O experimento foi realizado na Fazenda Experimental da Universidade Estadual de Goiás, Câmpus Sul, UnU Ipameri-GO. O delineamento experimental utilizado foi blocos casualizados, arranjados em esquema fatorial 3 x 5, sendo três fontes de potássio (KCl, Potasil e Ekosil) e cinco doses (0, 50, 100, 150 e 200 Kg ha<sup>-1</sup>) aplicados via solo com quatro repetições. A aplicação das fontes e doses de K foi realizada na cultura da soja. Após a colheita da soja foi realizada a semeadura do híbrido de sorgo XB6021. Para avaliar o desenvolvimento da cultura e a produção de do sorgo foram realizadas as seguintes avaliações: índice relativo de clorofila; teores de potássio, de sódio e silício foliar; componentes de produção e produtividade na cultura do sorgo. De acordo com os principais resultados conclui-se que as doses de potássio, mesmo sendo residual da cultura da soja, influenciaram no índice relativo de clorofila, altura de planta, diâmetro do colmo e na altura da inserção da panícula e a cultura do sorgo teve respostas positivas no seu desenvolvimento até a dose 159,7 Kg ha<sup>-1</sup> de K. Em relação as fontes de K, Potasil e Ekosil são fontes alternativas que suprem a necessidade nutricional da cultura do sorgo, podendo ser uma boa opção de substituição da fonte KCl.</p> Julianne Freire Dias Yago César Rodrigues Morais Natália Arruda Cleiton Gredson Sabin Benett Katiane Santiago Silva Benett Talles Eduardo Borges dos Santos Rafael Maragoni Montes Copyright (c) 2024 2024-04-04 2024-04-04 13 4 e3798 e3798 10.55905/rcssv13n4-001 Vulnerabilidade menstrual: narrativas de mulheres em situação de rua https://ojs.southfloridapublishing.com/ojs/index.php/rccs/article/view/3801 <p>O modo capitalista aprimorou sua crueldade com o fortalecimento do neoliberalismo. Entre os grupos vulneráveis, encontram-se as pessoas em situação de rua, notadamente mulheres. Além de maior exposição à violência, elas sofrem com a dificuldade de acesso à água potável, a absorventes e peças íntimas durante o período da menstruação. Dessa forma, este artigo analisa a situação de mulheres que enfrentam pobreza menstrual. Trata-se de estudo exploratório e qualitativo, realizado na perspectiva da história oral. Envolve 10 mulheres em situação de rua em uma cidade localizada no Paraná-Brasil. O estudo é desenvolvido a partir de entrevistas semiestruturadas, na modalidade da história oral, interpretadas com a ajuda da análise de conteúdo, à luz dos estudos feministas e de gênero. As categorias emergentes são: enfrentamentos cotidianos, necessidades básicas e gerenciamento da saúde ginecológica. Conclui-se que, para enfrentar a vulnerabilidade social e promover dignidade e saúde, são necessárias medidas efetivas de erradicação da pobreza.</p> Fernanda Hoffmann Marques Marcelo Picinin Bernuci Tânia Maria Gomes da Silva Copyright (c) 2024 2024-04-08 2024-04-08 13 4 e03801 e03801 10.55905/rcssv13n4-002 Social support, spirituality, and religiosity in epilepsy among adults https://ojs.southfloridapublishing.com/ojs/index.php/rccs/article/view/3819 <p>There is no consensus on whether religiosity/spirituality (RS) acts as a form of social support in individuals with chronic diseases. Objective: To assess the relationship between the perception of social support and aspects of RS among adult people with epilepsy (PWEs). Methodology: Data from the Social Support Satisfaction Scale (SSSS) and the Brief Multidimensional Measure of Religiousness/Spirituality (BMMRS-P) were correlated with clinical variables and scores on the Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS) in 44 PWEs, using statistical tests with <em>p</em>&lt;0.05. Results: The study included 28F/16M, with a mean age and epilepsy duration of 44.3 and 28.1 years respectively. Lower scores on the SSSS (dimension and total score) were associated with alterations in the neurological examination and anxiety and depression on the HADS. There was a correlation between their perception regarding satisfaction with friends in the SSSS and the dimensions of private religious practices (Pearson correlation; -0.316; <em>p</em>=0.037) and religious support (-0.350; <em>p</em>=0.020) from the BMMRS-P. Clinical aspects were related to the BMMRS-P but not to the SSSS. Conclusion: There was a perception of compromised social support in epilepsy. RS measures are associated with a perception of greater social support, suggesting that RS may positively contribute to coping with psychosocial aspects in epilepsy.</p> Gloria Maria de Almeida Souza Tedrus Carla Rossini Crepaldi Copyright (c) 2024 2024-04-16 2024-04-16 13 4 e3819 e3819 10.55905/rcssv13n4-003 Componentes da produção da canola sob níveis de compactação em Latossolo argiloso https://ojs.southfloridapublishing.com/ojs/index.php/rccs/article/view/3820 <p>A canola (<em>Brassica napus</em> L.) é uma espécie com certa tolerância ao estresse hídrico e ao frio, mas pouco se sabe sobre a sensibilidade da espécie à compactação do solo. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de níveis de compactação em um Latossolo argiloso nos componentes de produção da canola. Seis densidades do solo (1,0; 1,1; 1,2; 1,3; 1,4 e 1,5 Mg m<sup>-3</sup>) foram estabelecidas artificialmente mediante a prensagem de massa de solo em vasos de PVC. O experimento foi configurado em delineamento experimental de blocos ao acaso, com quatro repetições. Foram avaliados os componentes da produção (altura de planta, diâmetro de caule, massa seca de parte aérea, massa seca de raízes, comprimento de raízes, massa seca total de planta, número de síliquas por planta, número de grãos por síliqua, massa de mil grãos, número de grãos por planta e massa de grãos por planta) no momento da colheita. Os dados foram submetidos à análise de regressão e correlação. A compactação do solo a partir de 1,1 Mg m<sup>-3</sup> afetou negativamente os componentes da produção da canola. Quando a densidade do solo passou de 1,0 para 1,5 Mg m<sup>-3</sup>, a altura de plantas, diâmetro de caule, massa seca de parte aérea, massa seca de raízes, massa seca total, comprimento de raízes, número de síliquas por planta e massa de grãos por planta foram reduzidos em 35%, 52%, 64%, 78%, 85%, 40%, 53% e 59%, respectivamente. Portanto, não foi encontrada densidade ótima para o crescimento da canola e a cultura se mostrou sensível à compactação do solo.</p> Caroline Beal Montiel Deonir Secco Rogerio Luis Rizzi Doglas Bassegio Matheus Rodrigues Savioli Mábia Magalhães Targa Eduardo Jair Wendt Fabricio Michel Denes Copyright (c) 2024 2024-04-16 2024-04-16 13 4 e3820 e3820 10.55905/rcssv13n4-004 Noticiabilidade, critérios de noticiabilidade e valores-notícia: possíveis vertentes e entrecruzamentos https://ojs.southfloridapublishing.com/ojs/index.php/rccs/article/view/3821 <p>O presente artigo realiza uma discussão teórico-conceitual sobre a definição de noticiabilidade, com base, principalmente, em Wolf (1995), Silva (2005), Alsina (2009), Sodré (2009), Silva (2013; 2014) e Fernandes (2004). O objetivo deste estudo é estabelecer um debate entre os conceitos e problematizá-los, realizando uma síntese crítica sobre o tema, com base na análise das diferentes definições sobre a noticiabilidade, critérios de noticiabilidade e valores-notícia. Neste trabalho apresenta-se as principais definições com base nos autores selecionados, reflete-se os conceitos e apontam-se as principais convergências e divergências entre eles, bem como possíveis caminhos para pesquisas futuras sobre o tema. Entre os resultados, foi possível constatar que alguns dos autores citados defendem uma diferenciação de ordem teórico-conceitual entre os termos: “noticiabilidade”, “critérios de noticiabilidade” e "valores-notícia'', enquanto outros, não deixam clara essa diferenciação ou utilizam as expressões como sinônimas. Acredita-se que a falta de uma definição diferenciada dos termos pode causar uma certa confusão conceitual, pois entende-se com base em Silva (2005) e Silva (2014) que estes possuem definições distintas.</p> Nathalia Lopes da Silva Copyright (c) 2024 2024-04-16 2024-04-16 13 4 e3821 e3821 10.55905/rcssv13n4-005 Principais determinantes das respostas à pandemia de Covid-19: modelos epidemiológicos, política macroeconômica, desigualdade de renda e capital social https://ojs.southfloridapublishing.com/ojs/index.php/rccs/article/view/3822 <p>O objetivo do trabalho é propor uma interpretação quanto aos fatores que foram (ou são) determinantes para mitigar as consequências mais imediatas de uma crise pandêmica, bem como àqueles que podem fazer soçobrar as respostas de políticas públicas. Para tanto, buscou-se responder as seguintes questões: as políticas macroeconômicas são suficientes para aplacar as consequências de uma pandemia, como a do COVID-19? A estrutura institucional de cada sociedade e a desigualdade importam? A estratégia metodológica consistiu em elaborar uma revisão de literatura que buscasse responder aos problemas propostos a partir das experiências dos Estados Unidos e da China (os dois principais casos de ocorrência do patógeno). Entre os resultados destacam-se a) a política fiscal, ainda que necessária, é insuficiente para explicar o desempenho dos Estados Nacionais à crise; b) as políticas de isolamento social são mais eficientes em sociedade mais homogêneas; c) maiores níveis de capital social produzem um distanciamento social mais efetivo; e d) somente a combinação de políticas híbridas, do ponto de vista, epidemiológico, foi capaz de produzir uma reabertura com mudança real na trajetória da pandemia, com menos casos e mortes.</p> Felipe Araújo de Moraes Alexsandro Sousa Brito Alessandra Juliana Caumo Rafael Moraes de Sousa Saulo Pinto Silva Vanessa Ragone Azevedo Copyright (c) 2024 2024-04-16 2024-04-16 13 4 e3822 e3822 10.55905/rcssv13n4-006 Curso no Collège de France de 1981 de Michel Foucault: subjetividade e verdade https://ojs.southfloridapublishing.com/ojs/index.php/rccs/article/view/3825 <p class="dadosautores" style="text-align: justify;">Este trabalho trata-se de um ensaio teórico que teve como objetivo principal apresentar aos leitores o conjunto de pensamentos de Michel Foucault ministrado no curso do Collège de France do ano de 1981 que norteou a conceituação genérica de subjetividade e verdade para formação do sujeito. O filósofo francês Michel Foucault (1926 – 1984) foi professor da cátedra <em>Histoire des systèmes de pensèe</em> (História dos sistemas de pensamento) no Collège de France, no período compreendido entre 1970 e 1984, exceto em 1977. Ressaltamos ainda que a edição deste curso de 1981, para livro, foi feita por Frédéric Gros, e que, apesar de todas as aulas terem sido estudadas para compor este trabalho, nem todas foram utilizadas, para que se pudesse manter o foco na constituição do sujeito no tocante a subjetividade e verdade, de forma a não fugir do tema central hora proposto por este trabalho. Esta subjetividade do sujeito é formada pelos processos de subjetivação, que também são mencionadas na obra como governamentalidades de si ou técnicas de si. Estas técnicas de si são um imperativo para conhecer a si mesmo. Destes processos de subjetivação que compõe a subjetividade do sujeito, foram expostas no trabalho conforme as aulas de Foucault durante o curso. Cabe ressaltar que obviamente este trabalho não teve como abordar todas as questões explanadas no curso e tão pouco foi nosso objetivo fazê-lo. A intenção foi apresentar neste trabalho um conjunto de pensamentos de Michel Foucault que norteou a conceituação de subjetividade e verdade do sujeito apresentadas pelo curso, o qual acreditamos tê-lo conseguido. Para aprofundamento do tema, recomendamos a leitura do livro Hermenêutica do Sujeito de Michel Foucault que foi baseado em suas aulas do ano 1982 ao qual deu sequência em seus pensamentos no tocante a esta temática de subjetividade na constituição do sujeito.</p> Elvis Magno da Silva Valéria da Glória Pereira Brito Sibila Fernanda Martins Silva Copyright (c) 2024 2024-04-17 2024-04-17 13 4 e3825 e3825 10.55905/rcssv13n4-007 Percepção dos cuidadores de idosos relacionados ao risco de quedas em uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) https://ojs.southfloridapublishing.com/ojs/index.php/rccs/article/view/3826 <p class="dadosautores" style="text-align: justify;"><span style="letter-spacing: -.1pt;">O envelhecimento é um processo gradual e contínuo que tem resultado no aumento da população com 60 anos ou mais em vários países. No Brasil, uma pessoa é considerada idosa aos 60 anos ou mais, e estima-se um crescimento significativo dessa população nas próximas décadas. Junto com o envelhecimento, surgem desafios relacionados à saúde e ao bem-estar dos idosos, sendo as quedas um fator de impacto relevante, podendo causar incapacidades e até mesmo mortes. As quedas representam uma preocupação significativa, com taxas anuais elevadas entre os idosos, especialmente aqueles com mais de 65 anos. De igual forma, as quedas têm sido associadas a altas taxas de morbimortalidade, impondo uma carga para os idosos, suas famílias e a sociedade em geral. Com isso, buscou-se através deste estudo verificar se os cuidadores de idosos institucionalizados possuem percepção, entendimento e avaliação dos riscos que as quedas podem causar nessa população, além do impacto na qualidade de vida e comorbidades associadas. A análise dos dados revelou que os cuidadores possuem percepção dos fatores de risco e consequências das quedas nessa população. Eles enfrentam desafios significativos em sua rotina de trabalho após uma queda, o que destaca a necessidade de uma reorganização das atividades diárias para atender às demandas adicionais. Além disso, ressalta a necessidade contínua de avaliação e modificação do ambiente físico nessas instituições, visando promover a segurança e o bem-estar dos idosos.</span></p> André Luis de Lima Simonei Bonatto Dalton Berri Omar El Sayed Carlos Ramon Souza Carneiro Erildo Vicente Müller Antonio Filho Leal Lopes Copyright (c) 2024 2024-04-17 2024-04-17 13 4 e3826 e3826 10.55905/rcssv13n4-008