Análise da eficiência energética da Cidade de Cascavel: utilizando como referência Curitiba, a capital do Estado do Paraná - Brasil

Authors

  • Gabriela Bandeira Jorge
  • Heitor Othelo Jorge Filho
  • Samuel Nelson Melegari de Souza

DOI:

https://doi.org/10.55905/rcssv13n2-022

Keywords:

meio ambiente, eficiência, Cascavel, Curitiba, planejamento

Abstract

Um dos temas relevantes em discussão no meio acadêmico e governamental é o tema da sustentabilidade em municípios e países, justificado pelo aumento de problemas ambientais, sociais e econômicos. Este trabalho objetiva analisar, através dos indicadores, a sustentabilidade econômica do município de Cascavel, no Paraná, em relação à capital do Estado, Curitiba, reconhecida internacionalmente por seu planejamento urbano inovador. Para tanto, foi estabelecido critério de sustentabilidade relevante para a análise entre as duas cidades, a eficiência energética. Coletaram-se dados específicos com o propósito de analisar os critérios selecionados de forma quantitativa. Assim analisando a eficiência energética, observou-se que Cascavel apresenta um consumo de energia por habitante ligeiramente maior em comparação com Curitiba. Isso sugere que, em média, os habitantes de Cascavel consomem mais energia por pessoa do que os habitantes de Curitiba. No entanto, é importante ressaltar que uma comparação justa e completa da eficiência energética entre as duas cidades requer uma análise mais abrangente, considerando diversos fatores. Esses fatores podem incluir o perfil econômico, a estrutura urbana, as fontes de energia utilizadas, as políticas de eficiência energética e outras variáveis relevantes. Ambas as cidades têm um compromisso com o tema, embora em estágios diferentes de implementação e consolidação, Cascavel está em processo de desenvolvimento e busca expandir suas ações e Curitiba já consolidou um modelo de gestão e políticas públicas que são reconhecidas internacionalmente.

References

BÃTÃGAN. L. Smart Cities and Sustainability Models. Informatica Economica. vol. 15, n. 3. 2011.

CEPAL - Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe. Mudança estrutural para a igualdade: Uma visão integrada do desenvolvimento. 2014. Disponível em: <https://repositorio.cepal.org/bitstream/handle/11362/37939/1/LCG2604_pt.pdf>. Acesso em: 12 abril 2023.

CIEGIS, R.; RAMANAUSKIENE, J.; STARTIENE, G. Theoretical Reasoning of the Use of Indicators and Indices for Sustainable Development Assessment. Engineering Economics. vol. 63. n. 4. 2009.

COMISSÃO INTERMINISTERIAL DO MEIO AMBIENTE (CIMA). Ministério das Relações Exteriores. Subsídios Técnicos para a elaboração do Relatório Nacional do Brasil para o CNUMAD. Brasília, DF: 1991.

FAG. Manual para elaboração e apresentação de trabalhos acadêmicos. 4. ed. Cascavel: FAG – Faculdade Assis Gurgacz, 2011.

HARDI, P.; ZDAN, T. J. Assessing Sustainable Development: principles in practice.Winnipeg: IISD. 1997.

HOLLING, C. S. Understanding the Complexity of Economic, Ecological and Social Systems.Ecosystems, n.4. 2001.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Brasileiro de 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2012.

INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - IPARDES. Cadernos Municipais. Cascavel. Disponível em: http://www.ipardes.gov.br/perfil_municipal/MontaPerfil.php?codlocal=164&btOk=ok Acesso em 12 de abril de 2023.

INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - IPARDES. Cadernos Municipais. Curitiba. Disponível em: http://www.ipardes.gov.br/perfil_municipal/MontaPerfil.php?codlocal=5&btOk=ok. Acesso em 12 de abril de 2023.

LEFF, E. Saber ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. ed. 6. Petrópolis: Vozes. 2008.

LEITE, C.; TELLO, R. Indicadores de sustentabilidade no desenvolvimento imobilário urbano: relatório de pesquisa. São Paulo. Fundação Dom Cabral. 2010.

MENKES, Monica. Eficiência energética, políticas públicas e sustentabilidade. Universidade de Brasília, 2004.

PCS - PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS. O Programa. São Paulo, 2020. Disponível em: <http://www.cidadessustentaveis.org.br/>. Acesso em: 12 abril 2023.

PCS - PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS. Eixos da Plataforma Cidades Sustentáveis. 2016 a. Disponível em: <http://www.cidadessustentaveis.org.br/eixos>. Acesso em: 12 abril 2023.

PNUD – PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. 2021. Disponível em: <https://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/sustainable-development-goals.html>. Acesso em: 12 de abril 2023.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O AMBIENTE (UNEP). Towards a Green Economy: Pathways to sustainable Development and poverty eradication. 2011. Disponível em: <https://sustainabledevelopment.un.org/content/documents/126GER_synthesis_en.pdf>. Acesso em: 12 de abril 2023.

ROGERS, R.; GUMUCHDJIAN, Philip. Cidades para um Pequeno Planeta. Barcelona: GG. 2008.

PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O AMBIENTE (UNEP). Towards a Green Economy: Pathways to sustainable Development and poverty eradication. 2011. Disponível em: <https://sustainabledevelopment.un.org/content/documents/126GER_synthesis_en.pdf>. Acesso em: 12 abril 2023.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASCAVEL. Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Disponível em: https://cascavel.atende.net/subportal/secretaria-municipal-de-meio-ambiente. Acesso em: 12 de abril de 2023.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA. Secretaria Municipal de Obras Públicas. Disponível em: https://www.curitiba.pr.gov.br/conteudo/estrutura/72. Acesso em: 12 de abril de 2023.

SANCHES, Arthur Caldeira. Sustentabilidade empresarial: uma abordagem estratégica no ambiente de negócios. Presidente Prudente: Cubo Evoluir, 2019.

STREZOV, V.; EVANS, A.; EVANS, T.J. Assessment of the Economic, Social and Environmental Dimensions of the Indicators for Sustainable Development. Sustainable Development. vol.25. n. 3. 2016.

UNESCO. Education for Sustainable Development (ESD). UNESCO. Paris. 2021. Disponível em: <https://en.unesco.org/themes/education-sustainable-development>. Acesso em: 12 de abril 2023.

YIGITCANLAR, T.; DUR, F.; DIZDAROGLU, D. Towards prosperous sustainable cities: A multiscalar urban sustainability assessment approach. Habitat International. vol. 45. 2015.

Downloads

Published

2024-02-23

How to Cite

Jorge, G. B., Jorge Filho, H. O., & de Souza , S. N. M. (2024). Análise da eficiência energética da Cidade de Cascavel: utilizando como referência Curitiba, a capital do Estado do Paraná - Brasil. Revista Caribeña De Ciencias Sociales, 13(2), e3652. https://doi.org/10.55905/rcssv13n2-022

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)