Condoreirismo de Castro Alves

Authors

  • Amós Coêlho da Silva

DOI:

https://doi.org/10.55905/rcssv13n1-033

Keywords:

liberdade, escravidão, condoreirismo

Abstract

Castro Alves foi influenciado pelo poeta francês Victor Hugo. Esta influência denomina-se, do nome do poeta: hugoanismo, ou condoreirismo, não só devido à originalidade de Castro Alves, relativamente à ave símbolo da América do Sul nos Andes, mas também, à sua inspiração tão profunda quanto à altura do vôo do condor. Os dois poemas abaixo são de fôlego enciclopédico. Leremos os dois poemas mais emblemáticos do brado poético de Castro Alves contra a escravatura: “O Navio Negreiro” e “Vozes d’África”.

References

ARISTOTE. Poétique. Texte Établi et traduit par J. Hardy. Paris: Les Blles Lettres. 1932.

ARISTÓTELES. ARTE RETÓRICA E ARTE POÉTICA. Tradução de Antônio P. de Carvalho. São Paulo: Difusão Europeia, 1964.

BAKHTIN, Mikail. Marxismo e Filosofia da Linguagem. Tradução de M. Lahud e Yara F. Vieira. São Paulo: Hucitec, 1986.

BARTHES, Roland et alii. Literatura e Semiologia. Tradução de Célia Neves Dourado. Petrópolis: Vozes, 1972.

BENVENISTE, Émile. Problemas de Linguística II. c. 5 O Aparelho Formal da Enunciação. Tradução de Eduardo Guimarães et alii. Campinas, SP: Pontes, 2006.

CHEDIAK, Antônio José. Castro Alves Tragédia no Mar (O Navio Negreiro): Cotejo do Manuscrito com 63 textos integrais e cinco parciais, no total de 15998 versos. Rio de Janeiro: Coleção Afrânio Peixoto da Academia Brasileira de Letras, 2000.

CHEVALIER, J. & GHEERBRANT, A. Dicionário de Símbolos.Trad. Vera da Costa e Silva et alii. Rio de Janeiro, José Olympio, 1994.

CICÉRON. De l’orateur (De Oratore). Texte établi, traduit et annoté par François Richard. Paris : Ganier Frères, s/d.

DUBOIS, Jean et alii. Dicionário de Linguística. Tradução de Frederico P. de Barros et alii. São Paulo: Cultrix, 1978.

E-DICIONÁRIO DE TERMOS LITERÁRIOS (EDTL), coord. de Carlos Ceia. Consultado em 01 de junho de 2018.

ERNOUT, A. et MEILLET, A. Dictionnaire étymologique de la langue latine - histoire des mots. Paris: Klincksieck, 1985.

GOMES, Eugênio. Castro Alves: Poesia. Rio de Janeiro: Agir, 1980.

HUTCCHEON, Linda. Poética do Pós-Modernismo: história, teoria, ficção. Rio de Janeiro: Imago, 1991.

KRISTEVA, Júlia. v. Barthes, Roland et alii.

MALERBA. Jurandir (Org.). História & Narrativa: a ciência e a arte da escrita histórica. Petrópolis: Vozes, 2016.

MOISÉS, Massaud. Dicionário de Termos Literários. São Paulo, Cultrix, 1974.

___ e PAES, José Paulo. (Org.) Pequeno Dicionário de Literatura Brasileira. São Paulo: Cultrix, 1980.

PLATÃO. A República. Introdução, tradução e notas de Maria Helena da Rocha Pereira. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1949.SAUSSURE, Ferdinand de. Cours de Linguistique Générale. Publié par Charles Bally et Albert Sechehaye. Paris: Payot, Cinquème édition, 1962.

Downloads

Published

2024-02-05

How to Cite

Silva, A. C. da. (2024). Condoreirismo de Castro Alves. Revista Caribeña De Ciencias Sociales, 13(1), 510–522. https://doi.org/10.55905/rcssv13n1-033

Issue

Section

Articles